sexta-feira, fevereiro 05, 2010

Eu tive medo ...

Dia desses, preparava-me para sair...
Iria a rua, caminhar, olhar as modas lá fora, comprar pequenas coisas, alimentar-me, transferir dinheiro para o mundo do capitalismo [assim chamo a fatura do cartão de crédito].
Mas tive medo...

Não um medo preocupante, mas por curiosidade e receio do diferente. Antes de descer olhei a janela, vi grupo distindo de pessoas estranhas acumulando-se e caminhando em única direção. Fisionomia fechada, com pressa. Recordei-me imediato do "arrastão", daqueles antigos que todos corriam para se proteger e aos poucos já não sabiamos quem fazia parte do que.

Previni e fiquei em casa, continuando a observar pela janela rostos aparentemente delinquentes. Confirmei então vários grupos, diria eu que era algo grande, seguiam cantando quase uníssono algum cântigo estranho. Jamais sairia na rua podendo deparar-me com tais estranhezas. Não arriscaria sacrifício meu sobre aquele ritual confuso.
Faziam estrondos batendo com violência em ônibus e portões, vestiam cores demoníacas e não com desrespeito a qualquer religião, mas aquelas cores... as mesmas das velas utilizadas nos "trabalhos", rituais de mágia negra, "daquele tipo" em encruzilhada com um frango morto... Sim, vestiam vermelho e preto...


Mais tarde descobri que era a torcida do flamengo... felizmente não saí de casa...


[Mininu Botafoguense Nu, similar ao mascote]

4 comentários:

Requetemejor disse...

Vá lamber sabão, recalcado!!!!!!

Thulio Phelipe disse...

haushaushaushuaah

Cara, show de bola, ri muito ao ler kkkk, humor cotidiano é realmente uma otima pedida para um blog.

Abraços

Karina disse...

Hahahahaha! Adorei!
Fez bem ao ficar em casa!

Beijos!

Dina disse...

KKKKKKKKK
Fez muito bem.
Pq do jeito que as torcidas do Flamengo são, vc seria o proximo despacho se topasse com eles.