sábado, agosto 29, 2009

CTRL+C , CTRL+V


Aqui posto, um texto, cultural... Não é de minha autoria, portanto a referência do título do post.
Espero que gostem, como eu gostei.


Rosebud (o Verbo E A Verba)
Lenine / Lula Queiroga

O verbo saiu com os amigos
pra bater um papo na esquina,
A verba pagava as despesas,
porque ela era tudo o que ele tinha.
O verbo não soube explicar depois,
porque foi que a verba sumiu.
Nos braços de outras palavras
o verbo afogou sua mágoa, e dormiu.

O verbo gastou saliva,
de tanto falar pro nada.
A verba era fria e calada,
mas ele sabia, lhe dava valor.
O verbo tentou se matar em silêncio,
e depois quando a verba chegou,
era tarde demais
o cádaver jazia,
a verba caiu aos seus pés a chorar
lágrimas de hipocrisia.

sexta-feira, agosto 28, 2009

"Ao verdadeiro Fernão Capelo Gaivota, que vive em todos nos." Parte 2

Um perdido comportamental...
Dizia um blog diferente que eu sigo:

"Antes eu possuía critérios, agora eu só tenho delírios..."



Referenciando o famoso livro do passarinho, pensei obviamente em mim como o próprio Fernão.
Acredito ser este o objetivo de cada livro, a auto identificação, com o personagem, e que aquela leitura o complete, nos complete e siga.
Saiba que tenho uma busca pessoal sobre as coisas que eu gosto.
É a descoberta destas que me fará feliz. Prosseguir com aquilo que "amo", no caminho que "determinei", sem a limitação cotidiana e auto-imposta pelo nosso mundo. [Seria você a limitar-me?]


Identificar o bando, como a nossa sociedade, que a muito formara minha opinião.
Incorreta e de futuro triste, sem "mor", humor, amor, etc. Seguir esta opinião, sem ter um objetivo maior seria ser como o resto do bando. Condenar-se[nos] a rotina, aceitar qualquer coisa.
O que difere a nós de um ou outro que vemos todos os dias, a cada esquina, ao nosso lado?

"Não sou diferente, exagerado, incompreendido por querer aparecer, mas sou sim diferente por ser aquilo que acho correto. [Por tentar ser...]
[Deixe apenas corrigir a mim, nessa busca, tento e serei compreensivo com o que eu não entendo, afinal ainda estou crescendo...]


Dos pontos tensos do livro:

#
Como nas frases destacadas, SIM, e há situações em que nos deixamos abalar, ou somos surpreendidos e ficamos sem reação.
Estar preparado não significa evitar situações difíceis, mas sim, dar-lhes uma boa solução. Sinto-me assim, quando junto a “Joanecleide”; o abalo, e a busca pela solução. "A evidência do abalo dela em mim é esse blog".

Convencer os outros das opiniões que carrego, não é tarefa fácil. Honestamente, não é também o momento. Diversas referências ao tempo que li, entendo então e também, que as palavras não "a" farão concordar, mas sim falsear um comportamento, melhor que os[as] mostre em ações, esses não terão a dificuldade da interpretação. Ainda irei te provar... quem é!


##
Tenho vivido alguns enganos, assim como os que me cercam. Estes se enganam quanto a mim. Verdadeiramente não é meu bando, não seguem os mesmos pensamentos e constantemente estamos a discordar. Tem sido difícil permanecer ali, mas não obverso em mim uma vontade de voar para longe e mudar.
Por outro lado, aqueles que eu acredito ser parte de mim, não estão a me aceitar. "Gostaria de levá-la para mais alto, levá-la para casa... Ainda me falta muito a melhorar".

"Na primeira parte, comento... A busca parece interminável, eu não sei do que gostar... como posso ser então melhor, alcançar a perfeição no que eu não sei se faço?"

Esta citação veio direto a mim, quando em leitura, e sim, fez-me pensar em uma pessoa, mas não a única. Independente do nosso resultado e do que parece limitar-nos, não aprender com isso seria persistir nos mesmos erros. Repetir o erro, obviamente só poderá trazer o mesmo ruim resultado. Ensina-me, aos poucos eu tento compreender.

Definir-me, e alcançar os objetivos.

"Não por estar atrasado, que não alcancei o objetivo... Não cabe aqui fracasso... mal tolero o atraso... deixe-me ir, estou a perder tempo..."
[Pensamentos em ônibus de Mininu_nu]

Pequeno Post de Conversa...


É que as vezes, surpreendo-me, escrevendo sobre minhas banalidades...

ana alice disse:
como vai?

Rodrigo disse:
vivo !

ana alice disse:
como é estar vivo?

Rodrigo disse:
difícil...
um pouco diferente a cada dia...
quente... a noite é frio ...
ainda não sei dizer se vivo todos os dias...
tem dias que mais pareço morto ...
têm as procuras das alegrias...
tem o trabalho e a rotina...
com um amanhã imprevisivel...

e para você ? como é estar viva ?

quarta-feira, agosto 26, 2009

"Ao verdadeiro Fernão Capelo Gaivota, que vive em todos nos." Parte 1

E segue a história, iniciado obviamente pelo final. Assim poderão visualizar por partes, o que eu tenho pensado. Adquiri o hábito de ler, isto acrescenta meu vocabulário, faz-me ver outros pontos. Portanto, alguns dos livros que tenho acompanhado serão tratados aqui. Inicio então por Fernão Capelo Gaivota.

E de um comentário passado, dizia meu blog deixar de ser pessoal. Ledo engano seria este o reflexo da minha alma e o que se passa em meu coração. A falta de pessoalidade dos textos reflete a minha busca por outros assuntos, significa que eu não posso ficar preso a... imagem, pensamento, lembrança, desejo, sentimento... aquilo que possa impedir meu crescimento.
Pelo contrário ainda, posso afirmar, seria esse o real motivo, você, de fazer-me querer ser melhor, e ao invés do peso que carrego, tornar-se-á, força.

Tomamos então a idéia do livro, com algumas adaptações, para que tanto eu possa ver em mim e vocês em si mesmos que somos uma idéia de liberdade e de superação. Pequenas frases retiradas do livro, que no próximo post, venho a comentar.


A maior parte das gaivotas, não se preocupa em aprender mais do que os simples fatos do vôo - como ir da costa a comida e voltar. Para a maioria; o importante não e voar, mas comer. Para esta gaivota, contudo o importante não era comer, mas voar. Antes de tudo, adorava voar.

Porque e que lhe custa tanto ser como o resto do bando?

Foi como se lhe batessem com uma tabua. Os joelhos enfraqueceram-lhe, as pernas tombaram-lhe, um enorme rugido ensurdeceu-o.

Quem e mais responsável do que uma gaivota que descobre e desenvolve um significado; um propósito mais elevado na vida? Passamos mil anos lutando por cabeças de peixe, mas agora temos uma razão para viver, para aprender, para descobrir, para sermos livres! Dêem-me uma oportunidade, deixem-me mostrar-lhe o que descobri.

Muito bem, quem são vocês? – Nós somos do seu bando. Somos suas irmãs.

– As palavras eram fortes e calmas.
– Viemos para levar você para mais algo, para levá-lo para casa.

Para cada uma delas, o mais importante na vida era olhar em frente e alcançar a perfeição naquilo que mais gostava de fazer: Voar.
Escolhemos o nosso próximo mundo através daquilo que aprendemos neste. Não aprender nada significa que o próximo mundo será igual a este. Com as mesmas limitações e pesos de chumbo a vencer.

“Vê mais longe a gaivota que voa mais alto...”
Cada um de nós é, na realidade, uma idéia, uma idéia ilimitada de liberdade. Você tem a liberdade de ser você mesmo, de ser o seu próprio eu, aqui e agora, e não há nada que possa interpor-se no seu caminho.

A única diferença, a única, de fato, é que eles começaram a compreender o que são realmente e decidiram por em prática esse conhecimento.

Não é isso que você ama! Você não ama o ódio e o inferno, é claro. Você tem de treinar até ver a verdade, o que há de bom em cada uma delas, e ajudá-las a ver isso nelas próprias. Para mim, o amor é isso.

Não há limites, a sua corrida para a aprendizagem acaba de começar.



[Fernão Capelo Gaivota- Richard Bach]

terça-feira, agosto 25, 2009

Tentado à Cultura ... ou seria "Atentado a cultura"


Há algum tempo em que fui à exposição da VIRADA RUSSA.

O Centro Cultural de Banco do Brasil (CCBB) traz ao Brasil, pela primeira vez, a exposição Virada Russa: A Vanguarda na Coleção do Museu Estatal Russo de São Petersburgo.
A mostra reunirá obras dos mais renomados artistas da chamada vanguarda russa, vindas diretamente do acervo do State Russian Museum – o museu que reúne a maior coleção de arte russa no mundo — e ocupará as galerias 1 e 2 do CCBB*.
Trata-se maior e mais significativa exposição já realizada no Brasil sobre o tema, com 123 peças que marcaram o movimento artístico e cultural ocorrido durante a primeira fase da Revolução Russa, entre as décadas 1890 e 1930.
As obras expressam a efervescência artística e cultural dos anos anteriores ao Outubro Vermelho, que seguiram várias vertentes como o Não-Objetivismo e, principalmente, o Suprematismo e o Construtivismo.
*Centro Cultural Banco do Brasil


Um bom resumo pessoal seria dizer:

- Nada mais do que pinturas distorcidas ou estranhas, que realmente foram pintadas em uma época oportuna em um lugar que pôde proporcionar valor as obras.
As pinturas encontradas, sim possuíam simbologias. Tomaram forma de maneiras e critérios diferentes do que estamos acostumados, o que faz necessário um olhar crítico e artístico. [Que eu não tenho]


Quanto então ao cunho cultural, ao observar a simbologia das pinturas, e também ao assistir os vídeos de uns 15 minutos sobre a época faz esclarecimento ao motivo daquela obra representar.
É interessante, ver a capacidade das pessoas enxergarem além de sua época. Mais interessante ainda é ver que a época não os aceitava por isso.
Dentro desse mesmo critério, a simbologia além de expressar as idéias proibidas, os protegia, não é nada fácil entender.
# Corpos distorcidos sem braços e com manchas negras na cabeça...
# Quadrados negros...
# A mistura dos ambientes de paz e alegria dividindo/substituindo por recrutamento militar...
# Um corpo em pedra que não podemos definir...

Durante o percurso pelas obras vi algumas muito belas, estão espalhadas pelo Blog. Peço desculpas, pois no RJ ou você vai com faculdades ou não tem acesso a fotos, e as imagens "googleadas" são de baixa qualidade.
Quanto a Virada Russa, vale sim à pena, aumentar sua cultura, entender outros lados, é simples, barato e rápido, bem rápido.

domingo, agosto 23, 2009

Pequenos interessantes recebidos...

Eu odeio o "Forward". Mas desse eu gostei...

Estratégia é tudo...

Um senhor vivia sozinho em sua casa.
Ele queria virar a terra de seu jardim para plantar flores, mas era um trabalho muito pesado.

Seu único filho, que o ajudava nesta tarefa, estava na prisão.
O homem então escreveu a seguinte carta ao filho:

- Querido Filho, estou triste, pois não vou poder plantar meu jardim este ano. Detesto não poder fazê-lo, porque sua mãe sempre adorou flores e esta é a época certa para o plantio. Eu estou velho demais para cavar a terra. Se você estivesse aqui, eu não teria esse problema, mas sei que você não pode me ajudar, pois estás na prisão.
Com amor, Seu Pai.'


Pouco depois, o pai recebeu o seguinte telegrama:
- PELO AMOR DE DEUS, Pai, não escave o jardim! Foi lá que eu escondi os corpos'


Como as correspondências eram monitoradas na prisão, às quatro da manhã do dia seguinte, uma dúzia de agentes do FBI e policiais apareceram e cavaram o jardim inteiro, sem encontrar qualquer corpo.
Confuso, o velho escreveu uma carta para o filho contando o que acontecera.
Esta foi a resposta:

- Pode plantar seu jardim agora, amado Pai. Isso foi o máximo que eu pude fazer no momento.'

Estratégia é tudo!!!
Nada como uma boa estratégia para conseguir coisas que parecem impossíveis.
Assim, é importante repensar sobre as pequenas coisas que muitas vezes nós mesmos colocamos como obstáculos em nossas vidas.

"Ter problemas na vida é inevitável,
ser derrotado por eles é opcional"

sexta-feira, agosto 21, 2009

"Poesema", à ti, a mim...


Seu sorriso…
Gostaria que não fosse recordação.
E sim, vida...

Pensamento antigo e perdido de uma folga dessas... que pouco se faz para mudar...
Estive tão próximo a você, tão chato ter que me controlar. Percebeste minha forma de agir? Como eu queria te tocar.
Limitei-me pelo tempo que passamos; a conversa se esvaiu sem humor... agradeco-te mais uma vez por ser compreensiva... da evolução proposta em mim; topor, ainda há de doer um pouco mais. Difícil é saber que seus planos não me envolvem, mas sim, um outro.

Já ao final, quisera por a prova as verdades. Sim, te daria não só um pedaço, mas toda essência de vida em mim... e por final; como pessoa sei que falhei... onde estava eu, que não a melhorar? Nada novo apresentei, de nada posso reclamar.
Deixe-me recuperar; a ti, a mim!


"Pequeno poesema de um dia qualquer... qualquer 19 de Ago quando eu revi e revivi por ela.
Isso e por ter faltado à aula do curso para vê-la... veja a minha falta de credibilidade por tantas burrices feitas... Deixe-me recuperar; a ti, a mim!"
...
Veremos-nos outros dias... serei eu um casual ser.

[pensamentos em ônibus de mininu_nu]

quinta-feira, agosto 20, 2009

Os Post´s Alheios,


Vi pessoas interessadas em blogs, e que até então não estão a criar um. Dedicar-se a estes blogs requer uma motivação especial. Poderia ser por banalidade ou em alguns outros casos, muito mais.

# Meu caso, eu precisava de algo, que pudesse distrair minha mente, guardar esse antigo “eu”, para que eu possa seguir em frente sem cometer os mesmos erros do passado. Este ponto é certo para quem leu o blog desde o 1º post. “É livrar meu pensamento de um único foco e direção que já possui alguém.” Eu gostaria de mostrar minhas experiências e guardar esse processo meu, que chamo de evolução. [1. Evolução – Definição; Momento em que um ser (qualquer tipo de vida), passa de um estágio para outro; ou passa a ser algo mais complexo; ou ainda, torna se melhor em algo que já se faz ]. #

Por razões quaisquer não encontraram um motivo para gerar seu próprio blog, estou aberto a escrituras no meu. A publicação do conteúdo da mente alheia, colaboradores, ou não.

Comentário sobre meu último comentário; “desvirtuado”
Da ultima resposta, foi NÃO e com letras e falas maiúsculas.
Qualquer não seria diferente, mas, não o quiseram... como NÃO.
Duramente recebi essa resposta.


Portanto, você é leitor deste blog.

DEIXE-ME POR FAVOR, SABER QUEM É VOCÊ.
Partilhe também de sua opinião sobre o “eu” aqui exposto, partilhe um pedaço identificado de você sobre qualquer assunto citado ou não.

Utilize o espaço de comentários, entre contato pelo Orkut, MSN, sinal de fumaça e pombo correio. Mas não se deixe apagar em um IP em ciclo, que se perde em sua desconexão.

Não tenha aversão...

Musicalidade. O que vem da imaginação humana



Vejamos aonde as músicas nos levam.
Comentar sobre estilos torna-se fácil com o passar do tempo, a mídia, e toda a tecnologia envolvida na produção e divulgação traz de bandeja tudo a nossos pés.
Aqui no Rio de Janeiro, é certo que se você sai a noite, vai a praia, passa a tarde por algum bar, encontra jovens reunidos, você ouvirá Funk. Ritmo cultural brasileiro, mas por favor não minha cultura. Nada mais é que pura obscenidade falada. É como um filme pornô, com a diferença de que ao invés de ver a cena, você pode imaginar, [da mesma forma que os livros] acredito então que por isso conquistou tanta gente. Ficaram presos a discrição e encontraram um ritmo promiscuo para se revelar.

Sinto falta da música clássica, claro, ouvi-las é certo dificultoso. Não são todas que também aprecio, não só as já batidas, e ao meu ritmo eu as escuto, principalmente em suas novas interpretações. Vanessa Mai, por exemplo, traz mais força à música ao utilizar um violino como instrumento principal e transmitir emoção ao tocar. É isso que eu procuro... [Não sou emo].

Sinto falta do Rock, a música forte, novamente com emoção, onde grupos se reuniam para conversar, aproveitar momentos comuns e dando valor aquela vida. Triste que aos poucos somente os que não seguiam os valores corretos permaneceram, onde ficar alcoolizado e destruir bens. Onde estão as praças com bares que acumulavam pequenos grupos para interação, e sim, porque não uma cervejinha, ouvindo músicas que marcaram épocas e nos traziam referências de um mundo melhor. Onde foi parar o “Garage”, agora vazio e em falência, com freqüentadores que utilizam o lugar para depreciar a imagem do rock.
Desisto, vamos a um ritmo alternativo.

Tum-ti-tum-ti sim é uma expressão, e diferente do que a maioria pensa, não é repetitiva, são similares sim, mas por favor, darei incluso um exemplo, [Paralamas do Sucesso – Música Ligeira // Capital Inicial – Amor a sua maneira], se tiverem a oportunidade, ouçam estás músicas, veja que o Sr. Dinho Ouro Preto, literalmente repetiu uma música já existente. Portanto, para a música eletrônica, ela pode ser cantada, falada, muda, sempre teremos pontos marcantes que aplicados no momento certo farão, assim como fazem deste estilo de música único. Suas variações se tornaram tantas que são capazes de atingir um grande número de adeptos e seguidores.
Até hoje, me lembro do show do TIESTO, não existe até o momento nenhum outro que eu ouça com tanta freqüência. Isso é sim, música.

Deixarei comentários ao final, com uma referência de rock despojado que ouvia quando jovem, Zero Side – Album Surfista Boiadeiro – “não me recordo a música”...
Que decidam vocês sobre seus futuros, ou ser taxado de louco inútil, ou ir a um local onde o estímulo sexual é para que engravidem e estejam sujeitos a doenças, “só na pele” .

#
Eu vou contar, eu vou contar, eu vou contar...
Uma história que ninguém vai acreditar,
Eu vou contar, eu vou contar, eu vou contar... a A a Ah Aaaaa...

Andando pela rua, eu vi uma menina, tinha os cabelos longos e a sobrancelha fina. Andava meio diferente, para lá e para cá... Sempre com um monte de gente.
- Vou te pegar

Mas o que me preocupou foi a desilusão, d'ela não saber quem sou e de me deixar na mão.
Eu só queria roubar seu coração, mas ainda bem, que eu descobri, eu descobri, eu descobri...
Que ela era sapatão...


Composição: Luciano Fournier - enquanto ZeroSide

Remoendo-me no sofá


Tenho minhas certezas, a dificuldade é pô-las em prática.
Para um post de ultima hora, a conversa de alguns...
Vêem e vem a mim como uma pessoa forte e estruturada, querem conselhos...
Querem minhas motivações de seguir, estão apenas a usurpar...
Não sou então, tão forte quanto pareço ser... Não quero continuar, parem então de pedir-me ajuda.
Não sou eu a ajudá-los, são vocês mesmos... e estão apenas a levar tudo que eu tenho acumulado em força.

Estou a dar a minha vontade, em pedaços de ações e frases, para que vocês enxerguem o que já sabem... Qual a necessidade de ter o incentivo que não o próprio, para seguir a vida?

Dizem o tapa na cara ofender... “não em sentido figurado...”
Eu preciso destes tapas. Existe muito mais envolvido em ver a realidade que está a nossa frente e insistimos em não enxergar. O tapa o faz despertar.

Das pequenas ações, que deixamos passar, por considerar um pequeno resultado, sem importância... e nossa vida, nada mais é que uma seqüência dessas atitudes mínimas.

#Eu deveria estudar, português, por uma questão pessoal e de futuro, faltei uma aula...
Que ocorre uma única vez por semana, quanto tempo tenho para rever a matéria?
Deixar a ultima hora, acrescentar o tom de perigo, de irresponsabilidade...
#Trará isso, algum benefício imediato, de concentração e sabedoria?

Construí então uma imagem de pessoa para as horas de certas dificuldades. E justamente esta imagem aqui, faz com que se esqueçam de mim, quando eu tenho as pernas bambas e ameaço cair.
Onde está à figura de amigos, que eu tanto aguardei cobrar-me os resultados, as responsabilidades.

Certa vez disse/ouvi a um amigo: estou cansado... Tanto apoiei, tanto estimulei e vi todos crescerem... Mas não vi algum retorno, quando eu precisei... e das palavras que ouvia todas me pareciam vagas. Das conclusões: (?)

# Será que expor as fraquezas, e tudo que fiz não era necessário... As pessoas querem seguir
sozinhas e permanecem a procurar alguém para descarga de sua consciência... Desculpas inúteis.

# Se ninguém pediu que faço eu a falar?

# Nada mais justo do que a ingratidão... ou melhor, seria dizer, a arrogância de esperar que as pessoas estejam ao meu lado, por em algum momento eu estar presente por elas...

Acho que tudo então não foi necessário...
Ou seria um bom aprendizado que todos devemos sofrer, para entender que a dependência de terceiros não combina com você. Siga forte, "mim mesmo".


video

terça-feira, agosto 18, 2009

Objetivo, Coma Primeiro, Goste Depois e suas possíbilidades

Gostaria de comentar a viagem... está descrição abaixo, será levada a sério. E acredite, sim, vocês poderão ler os locais que passei, quase como Braile.
Como já dito, “A sorte sorri aos ousados”, e é isso que eu levarei para a vida. Como comentado no post anterior, prepararemos uma viagem pela América do Sul. Curta, porém válida. Nada comparado a possibilidade dos grandes executivos ou demais afortunados financeiramente, que como poderão ver em blogs caso os busquem.


Agora ao novo Post.

Quando se busca um objetivo, tomamos iniciativas que vezes retroagem todo o processo. Fica então curioso,

“Eu poderia agir como um louco, mas nunca poderia ter sido um idiota...”

Um novo comentário sobre mulheres. É fato, a vida é experimentar. Além disso: Seja o que for, há uma limitação humana vinculada ao “par”... Sim, não e Agora, nunca. Dessas possibilidades você já imaginou que é motivo de confiança e coragem ao tentar convencer alguma mulher ou a si sobre suas intenções [Word corrigiu assim com Ç], arriscar já sabendo dos 50% de chance da resposta ou resultado, você se sentirá preparado.



Com está estória auto-explicativa. Voltamos ao assunto:

COMA PRIMEIRO, GOSTE DEPOIS.
Ações e seus muitos resultados, mas todos práticos.


Vínculos PAR:
Alimentação, Acarajé “quente”, prove, e depois decida. Jamais perca a oportunidade de degustar uma coisa dessas.
Bens de Consumo, de grande valor, carro ou casa, escolha um, assumir os dois não é viável e é provável que só você não os consiga ter.
Estudo, é descobrir que ninguém é burro, só não tentou o suficiente, ou é burro mesmo, esse pode ser você.
Mulheres, se não comer na primeira oportunidade, tio, não haverá segunda.

Por razões obvias, não... não saia por assim sem razão com os sentimentos presos pensando em homosexualidade e culpando o blog.

O medo de arriscar e o sentir-se inibido com tudo que é novo fará sua vida monótona. Vá e experimente aquilo que você julgar fazer bem.

“Questão matemática,
Rodrigo tem 7 chocolates.
Rodrigo está interessado em “Joanecléia” [Nome fictício para Carla]
Rodrigo chega então, carinhosamente e oferece a Joanecléia: “QUER ?”
# Possibilidades de resposta:
Não ! [E suas variações, educadas ou não...]
Sim, quero um !
Sim, quero dois !
Sim, quero três !
Sim, quero quatro !
Sim, quero cinco !
Sim, quero seis !
Sim, quero todos ! [Neste momento repense se ela não vai engordar no futuro ou se é um pouco egoista]

Abra a sua mente, existem mais em suas ações do que você poderia ver...”

[Contos de Sala de Aula - L.M]

segunda-feira, agosto 17, 2009

Blogueiro também folga....

Meu momento de escrever é sempre noite. Portanto, Boa Noite !!

Passei meu final de semana de "ontem" em Saquarema, o que foi para mim, um dia dos pais atrasado. Dias 15 e 16 de agosto tive esse pequeno contato familiar elevado e cheio de momentos bons.

Postarei aqui algumas fotos do passeio para que vocês possam partilhar também de um pedaço desse momento. [Tudo bem resumido]
Incluirei também 1 ou 2 vídeos que fizemos durante a estrada... um deles bem objetivo e outro de apróx. 10 minutos, que tem um bocado de enchimento de linguiça. [Ocorre que gostaríamos de falar sobre nosso plano de viajar pelo litoral do Brasil, sentido SUL, aproveitando trajetórias e proximidades da fronteira para ir até o Paraguai e Argentina].

Obs.: Como coloca as fotos uma ao lado da outra ?








Aqui eu pedirei a ajuda de todos, caso necessário por favor acrescente um elemento a lista através dos comentários.

## Estabelecer o roteiro
1 - Países pelos quais iremos passar
1.1 - Documentação necessária;
1.2 - Verificar requisito de carteira de motorista internacional;
1.3 - Verificar requisito de Passaporte;
1.4 - Questões burocráticas;
1.5 - Estações do ano, para decidir a data da viagem.

Não tenho vontade de viajar no inverno, será ruim, então temos que planejar para pegarmos o verão em todos os países que formos, (é o que acho).
(Por enquanto pode ser apenas superficial, depois do roteiro fechado verificamos a fundo ligando para as suas respectivas embaixadas.)

2 - Decidir quais cidades gostaríamos de conhecer em cada um desses países/estados.
3 - Calcular o tempo gasto de uma cidade a outra e tempo de estadia em cada uma delas.
4 - Verificar se esse tempo esta no máximo em 30 dias (Chegada e volta ao RJ)
5 - Caso mais de 30 dias, revisar o percurso excluindo alguma cidade do roteiro. Se tiver algo a acrescentar nos tópicos blz. Vamos tentar preenche-los conforme pesquisamos. Abraços. ##



video

sábado, agosto 15, 2009

Fugir é como mudar de pele?

Postado por Leandro
http://acidadeeeu.blogspot.com




Na nossa vida encaramos diversas possibilidades. Tanto de acertos como de erros.

É bom quando acertamos em nossas escolhas, mas o que fazer quando isso não ocorre? A gente percebe que errou quando se sente só, triste, desamparada, é nessa hora que temos vontade de fugir. Esquecer tudo e começar novamente. Porém, isso não é um recomeço. Isso é tentar evitar que nossos erros e medos voltem, e para tanto, mudamos coisas de lugares, e às vezes nós nos mudamos. Só que esses dias de trevas vão voltar e iremos nos sentir do mesmo jeito que antes. Então, o que fazer? Fugir. Até que ficamos fugindo, toda vez quando erramos, e percebemos que isso não nos torna mais fortes e sim mais fracos, e que acaba gerando um ciclo. Um ciclo vicioso. Eu só tenho há dizer que é realmente horrível! Então qual é a solução?

É a mais difícil de todas. Que saco! Poderia ter outra opção, mas não há. E ela é ter que ficar no seu mesmo lugar, se transformar, não mudar o seu papel de parede, é aprender com os nossos próprios fracassos. Parece simples. Mas não é. Ninguém disse para você que viver seria fácil. Então se fugir é menos doloroso, por que ficar e sofrer?

Porque no final, quando todo o sentimento de solidão, de tristeza e desamparo acabar, você perceberá que se superou, irá se sentir mais leve, feliz e madura, para encarar tudo de novo. Como disse antes, infelizmente essas situações não param.

É um ciclo vicioso.

Onde o maior lucro, é você crescer como pessoa. E isso, pode ter certeza, já basta.


Postado por Leandro
http://acidadeeeu.blogspot.com

sexta-feira, agosto 14, 2009

Os problemas de um primeiro encontro


Apropriação indébita de post ^^

Mas se eu gostei, devo postar aqui para vocês...


Eu sei lá qual foi a última vez que eu tive um encontro. Eu acho que nunca tive mesmo. Como diria o grande Chico Barney, “isso é coisa de americano bundão“. Não é por causa de sangue azul que o Chico é rei.

Eu tenho um método de “paquera” bem ineficiente: eu sou foda. Só isso. Eu não dou em cima de fato, mas vou sendo foda por semanas, demonstrando todo meu fator Cavaleiro do Zodíaco "DO BEM" até que a menina diz “Opa, esse aí não é nada mal!” Mas em, sei lá, 99% dos casos dá errado e a gente vai parar na zona da amizade, um eufemismo muito web 2.0 para "você vira o arroz". Às vezes é bacana e você faz uma amiga legal, o que é bem-vindo. Mas às vezes você passa anos se arrastando e se humilhando em um amor platônico. E às vezes não dá numa coisa nem outra, o que é bom também.

Ah, rola também um lance chamado “amiga de foda”. Não comigo, mas rola com esses caras aí - os famosos caras espertos.

Vamos à PROBLEMÁTICA dos encontros:

PRIMEIRO PROBLEMA: aonde levar a menina. Jantar é coisa de velho. Cinema é coisa de teenager. Jantar e cinema é coisa de velho que paga de teenager - e vice-versa. Mas eu meio que gosto da idéia do cinema, porque se o filme for bom, são 2 horas de qualidade creditadas na sua conta. Se for ruim, idem; mas há a vantagem dos comentários sarcásticos feitos durante o filme - mas aí depende de você! Serão 2 horas de qualidade novamente. E melhor, merecidas!

Problema é se você for um idiota que não entende o filme que tá passando - e ela tá adorando - e começar a fazer comentários desagradáveis.

"Porra, esses dois cowboys viados hein."

Se bem que eu sou fã de simplesmente beber algo, porque assim, não que eu seja desses “aweeeee vammmooo beberrrrrr gahhhh!!!!!!!! gostosa!“, mas é a melhor coisa porque acalma os nervos e isso é muito importante. Mas só vale se a acompanhante beber junto. Não que eu pense, “Ok, bebe isso aqui que só assim para você querer algo comigo”, mas... bom, eu acho que é isso mesmo que penso.

SEGUNDO PROBLEMA: Haverá uma conversa. Vendo tv, eu aprendi que primeiro encontro tem conversa. E eu não sou interessante o bastante para sustentar 2 horas de conversa até a menina sacar que vale a pena alguma coisa ali. Eu simplesmente tenho essa humildade. Eu acho que sei abordar uns 3 assuntos interessantes no máximo, e pretendo utilizá-los durante a conversa com muita sabedoria. A mesma tática de uso do especial em Streets of Rage em que você chama a polícia.

Nota mental: não fazer piadas sobre video-games.

Mas então, para ter assunto, eu penso levar um jornal. Imagina que clima maneiro: você, a gata, um choppinho e o caderno de finanças. Nenhuma mulher resiste.

Fora que dá para ler o Segundo Caderno e lá tem umas dicas culturais para fazer caso a conversa não esteja fluindo muito bem mesmo. Tem o obituário caso a menina seja gótica. E se for um encontro ruim, depois você pode ler classificados, na seção de acompanhantes.

TERCEIRO PROBLEMA: Não é bem um problema mas uma ideia que me deram, a de fazer um encontro de casais, ou um DOUBLE DATE, como diria o amigo que viu Friends demais. Sabe, levar um casal no encontro, pois assim você age de uma forma mais descontraída, não havendo tensão sobre você, etc, etc… - tsc, tsc. Idéia ruim. Duvido que alguém se saia tão mal quanto eu num encontro. Então a gente acabaria tendo que assistir um casal mandando bem pra caramba, altamente entrosado, e a gente lá “É. Streets of Rage.” Não quero isso. É capaz dela ir se bandear pro lado deles. Seria estranho. Interessante - em algum nível pornográfico - mas estranho. Idéia ruim.

QUARTO PROBLEMA: Devo legar algum jogo? Tipo, não tô falando daqueles DADOS DO PRAZER não. Tô falando de Uno, batalha-naval, resta-um. Ou um Genius! Puta, isso sim é romance! Genius! TENHO que levar um Genius. Eu me apaixonaria por uma pessoa que levasse um genius quando fossemos sair.

Sem antes deixar de pedir sua carteira de identidade, logicamente.

QUINTO PROBLEMA: Sou eu. Faltando 20 minutos pro encontro em si, vou avisar que estou doente e desmarcar tudo. Muita pressão.

por Ronald Rios

quinta-feira, agosto 13, 2009

13 Detalhes de quem entende do assunto...

Detalhes...

Estava muito pessoal [O blog], portanto resolvi que deveria ter algo de diferente.
Não demorou para que encontrasse alguma matéria ou similar que fosse possível ser adquirida.
...Em um pequeno grupo de amigos, todos estavam a ler um jornal e contavam suas experiências concordando com tudo que estava escrito. Não demorou para que esquecessem o mesmo jornal no banco ....

" No momento oportuno a leoa prepara o ataque... quando ninguém espera, no momento certo ela acerta direto na jugular..." [Contos de Sala de Aula - S.A.]
[Obs.: Pode usar a referência da Leoa, mas eu não sou gay! E nem meu primo!]

## Uma informação inútil, irei assistir a esta peça, caso ainda em cartaz.
[Como Passar em Concurso Público] Depois eu posto os comentários já que o assunto foi esse. Não pretendo editar o post, farei um novo. Mantenha a leitura... Beijo no pé !



1. Programe o seu dia-a-dia em função do objetivo.
Não perca aulas do curso, colégio, faculdade devido a outras obrigações. O tempo planejado de estudo e as aulas são o que há de mais importante no momento. Comprometa horários do seu dia para estudar. Não abra exceções. Fuja daquelas ideias: "só hoje..."; "isso só acontece uma vez por ano...". Esse esforço é o preço do sucesso. O seu dia e a sua rotina devem ser planejados para que você obtenha o máximo de tempo possível para estudar. A conquista do seu futuro!

2. Não se apresse.
Estudar sempre que pode não significa ler mil páginas por semana. Seja incansável, mas não apressado. Leia com acalma, entenda os conceitos, resolva muitas questões sobre cada tema. Preocupe-se em assimilar as informações, não apenas em obtê-las. Assim, seu objetivo deve ser aprender e não acabar o livro. Leia com atenção linha a linha e faça resumos: Apreenda o que você estudou.

3. Seja um pouco anti-social.
Aprenda a recusar convites. Não se sinta obrigado a almoçar com colegas ou coisas do gênero. Não importa que o chamem de estranho. Quando passar no concurso, virará excêntrico. Não importa que o chamem de neurótico: é melhor ser um neurótico aprovado do que um suposto normal frequentando o cursinho de novo...

4. Seja egoísta [ou quase...]
Deixe por uns tempos de visitar parentes distantes, perca festas familiares e reuniões do gênero. Concurso não rima com badalação. Nessa etapa da vida você não pode se dar o luxo de se preocupar demais com o sentimento alheio. Preocupe-se com o estudo! Se os amigos insistirem, prometa-lhes um churrasco de comemoração quando sair a lista de aprovados com o seu nome. Se forem de fato amigos seus, eles o entenderão.

5. Estudar sozinho?
Professores e colegas podem ajudá-lo, mas você precisa de um tempo para estudar sozinho. Há detalhes da matéria que necessitam de amadurecimento e só são de fato aprendidos através de uma análise individual. Um grupo empenhado funciona como um elemento motivador, que auxilia a manutenção do ritmo e do interesse.

6. Seja confiante.
Da mesma maneira que não podemos desprezar nossos concorrentes, não devemos nos achar incapazes. Não tenha pena de você. Mergulhe de cabeça no concurso, valorize sua capacidade e acredite no seu potencial. Se você não acreditar em você, ficará mais complicado envolver sua família e seus amigos no processo de preparação. Sendo confiante, conseguirá preservar e ganhará paciência para enfrentar as dificuldades que surgirem.

7. Diga-me com quem andas
Procure, nesta etapa de preparação, ter amigos com o mesmo objetivo. Vocês servirão de apoio uns para os outros e poderão se reunir para discutir exercícios. Dividirão os problemas, compartilhando o que há em bom e ruim nesta fase da vida de vocês. Forme um círculo de amizades que o ajude a estudar e o afaste de distrações inúteis.

8. Descubra seu caminho.
Cada pessoa tem características diferentes, que determinam quais os melhores meios de se colher e assimilar informações. Se perceber que suas táticas de estudo estão falhando, tente outros métodos. Há pessoas que aprendem mais ouvindo, outras fazendo resumo, outras através de associações e algumas comparando situações opostas. Não existe um meio perfeito para todos. Encontre seu método e seu horário para otimizar o aprendizado.

9. Junte-se aos melhores.
Não se compare com aqueles que não têm chance. Não adianta estar entre os 30% melhores. Você deve fazer parte do grupo de elite. Se fizer simulados, compare-se com os primeiros lugares. Converse com os melhores alunos do seu cursinho: veja como eles estudam, o material que usam. Entre para o grupo deles. Quando atingir esse nível, você também será procurado por todos da turma. Isso é sinal de que tem grande chance!

10. Tenha disciplina.
Procure fazer um planejamento, de modo a obter um ritmo de estudo progressivo. Organize seu material, prepare-se para uma rotina bem marcada. terá que estudar todos os dias por longo período. Se um certo cansaço bater, resista. Não exagere em festas ou reuniões. Poupe energia para seu estudo. valorize o seu dia. Seja moderado, procure maneiras rápidas de descansar a mente. E, acima de tudo: mantenha o ritmo.

11. Estabeleça um mercado de informações.
Não seja o bonzinho da turma. Não seja aquele que traz as novas, os exercícios e os bons livros. Compartilhe as informações com aqueles que compartilham com você. Deve haver uma relação de troca. Não procure, da mesma forma, só sugar; Isso o afasta das pessoas que possuem os mesmos objetivos que você e que, certamente, poderiam ajudá-lo.

12. Ganhe o seu dia, não perca sua noite
Para ser aprovado no concurso, não é necessário passar a noite em claro, debruçado sobre os livros, acumulando mau humor e olheiras. Por que não estudar de dia, reservando a noite para dormir e, quem sabe, sonhar com a aprovação? Descansado você certamente aumentará a capacidade de aprender. No entanto, há pessoas que estudam melhor à noite. Se você for uma dessas pessoas, avalie melhor sua rotina para poder desfrutar de longas madrugadas junto aos livros.

13. Não despreze disciplina alguma.
A sua aprovação depende do sucesso em todas as disciplinas. Não pense que uma disciplina de pouco peso não deva ser estudada. Todo ponto é um passo rumo à sua conquista. Notas altíssimas em poucas disciplinas não irão suprir pontos que perderá em uma disciplina que desconheça. Por não estudar determinada matéria, você perderá muitos pontos fáceis e poderá perder sua vaga.

E fim... espero que ajude...
No dia 10, eu começo a colocar os marcadores de todos os posts.

terça-feira, agosto 11, 2009

Manutenção ....

Bom, como vocês podem ver. O blog saiu do "ar" por alguns descuidos meus.


Estaremos então parando o contador no '150' que era o nº de visitas até hoje, 11/08/2009 - 19:56.
Espero que isso de certo, durante esta noite estarei fuçando para entender como funciona o XML, e dar um pouco mais de cor ao Blog... um Layout doido.
Além do Layout, estou revendo "os portugueses" que me fogem constantemente durante a escrita do blog. E sim, estou aceitando dicas de como melhorar este Blog Aqui... Uma revisão no texto ajuda a manter um Blog cult.

Aguardo vocês em breve...
Depois comentem o resultado. Esse é o Post.

sexta-feira, agosto 07, 2009

Um fim ? " O meu necessário... "

# Não importa, estarei sempre sorrindo. E se é posto o vazio e o branco em minha vida; que seja a oportunidade de escrever e desenhar o que eu quiser... Sigo em frente... se é que consigo...
[Pensamentos de ônibus por Mininu_nu]

Segue abaixo a descrição da minha alma, tudo que nesta foi escrito pelo meu coração. Não se surpreenda se encontrar a si neste texto. Começa assim:


Um dia desses ela disse que iria ler meu blog. Imediatamente pensei em algo para mostrar a importância que tem ela para mim. Pensando durante estes dias, vi que seria melhor deixar seguir a vida, principalmente a minha.


Uns dias encontrei mulheres que tocam meu coração, delas guardo memória e muito mais, motivação. Tenho triste pensamento por das 3 a comentar eu jamais provei. É sobre isso que trata este post, que me tomou toda a semana para tomar coragem e escrever, é do meu erro que irei falar.


" Preocupei-me tanto em te mostrar o príncipe respeitador que eu sou, que esqueci de te tomar nos braços e te levar para casa, fazer desse morada e que se faria castelo..."


"Percebo que se minhas ações algumas vezes me trouxeram charme, repeti-las me fizeram comum... " [Pensamentos de ônibus por Mininu_nu]


Mas com aqueles que tocam seu coração, notei que você é tímido. Esta qualidade pode afetar uma menina, mas você deve usar outras armas para atacar o coração de uma mulher. Eu lhe digo em nome das mulheres: não há uma só de nós que não prefira uma leve indelicadeza à demasiada consideração.
Os homens perdem mais corações pela falta de jeito do que a virtude salva. Quanto
mais tímido um amante se mostrar, mais o nosso orgulho se preocupará em espicaçá-lo; quanto mais respeito ele tiver pela nossa resistência, mais respeito exigiremos dele. Gostaríamos de dizer aos homens:
"Ah, por piedade, não nos suponham tão virtuosas: vocês nos forçam a exagerar..." Estamos continuamente lutando para esconder o fato de que nos permitimos ser amadas. Coloque uma mulher em posição de dizer que ela cedeu a uma espécie de violência ou à surpresa: convença-a de que você não a subestima, e eu responderei
por ela...
Um pouco mais de coragem de sua parte deixaria os dois à vontade. lembre-se do que lhe disse recentemente: Um homem sensato apaixonado pode agis como um louco, mas não deve nem pode agir como um idiota.




Percebo agora as oportunidades que tive, tantas vezes eu tomei atitudes erradas e a timidez que tenho não as permitiram ver as demais qualidades que tenho. Sei que isso é agora experiência, e passo à definir não como as dificuldades que eu enfrentei, mas sim como o que fiz e faço com essas dificuldades. É como crescer novamente, rever tudo que eu deixei passar. Pensando então nas mulheres que eu me interessei [sabem alguns que muito mais].

Elisangela é ainda uma ótima pessoa, muito agradável e um dia eu a chamei para sair, para minha surpresa ela aceitou. Assustei-me no primeiro momento mas o problema foi que comecei a agir como uma criança empolgada pelos dias sequentes. Sim, fui idiota. O resultado é que no dia marcado ela desistiu.
Como lição eu só posso agradecer, você me fez um pouco melhor. Irei enxergar a minha falta de postura e discrição daqui para frente.

Elisa, você ainda atordoa minha mente. Linda, simples e companheira... Nosso contato foi breve e apesar de poder continuar eu não sei se devo. Você é sim parte importante em mim.

"Não importa o tempo que dure, teremos sempre tempo suficiente para que seja inesquecivel." [Não sei de onde saiu, será de mim?]

Sei que não adianta me desculpar e pedir uma nova chance, você já tem outro, isso só iria aumentar meu erro. Eu devia e no futuro lembrarei disso. Devia ter beijado mais, com mais alma, com mais desejo, mais vontade, sempre foi esta a proposta e acabei por desviar e agir como confidente e amigo, este eu fui.
Levo a lição do tempo, agir no momento certo e ser completo. Retornar as expectativas; me faltou ser homem, mas um dia desses eu volto pra você.


Agora "ela"



Eu sempre quis agradecer... com tudo a atrapalhar você alegra o meu dia e noite...
Apesar de não ter recebido o seu abraço... eu gostei de ter passado aquele momento com você. Faz-me sentir mais próximo, do que busco, você ainda é o exemplo que levo para a vida, de determinação, esforço, inteligência, e animação... este ultimo não se mostrou muito forte, mas é só uma fase, certamente é uma fase.
É egoísta da minha parte querer só ser ajudado, então eu vou rever minhas ações e tentar fazer seu dia ou noite melhor... Já tive sonhos, você se encaixa como maior deles. Então você... ...é você...

Eu penso em você, penso como companheira. Eu te adoro, nunca tentamos...
Dói o peito, desde a 1ª vez, no Rio Shopping. Eu fui idiota. Gostaria de poder mudar essa impressão.
Quando eu fico perto você, eu fico abalado, mas, me sinto alguém. O que escrevo, fica preso, eu deveria te dizer.
Eu até poderia me conformar, com a amizade da pessoa maravilhosa que você é... mas não acho certo. Toda vez que eu penso no que eu espero de alguém, dá você. É bem óbvio, você é, não só pra mim, mas referência de uma pessoa que faria a vida mais feliz. Nesta admiração é óbvio, me apaixonei.

Ter ou não, mais nada além de amizade, é meio complicado ...... independente do que você diga, ainda vai permanecer alguma esperança, desejo, vontade.
Você ainda vai motivar alguém a estudar, tentar mudar de emprego, ou conseguir alguma promoção, tentar comprar uma casa, organizar-se e pensar no futuro, estudar.
Talvez você seja, Você é + ... eu sei que não me expresso muito bem.

Se eu ficar, isso vai frear todo meu esforço eu tenho de ser alguém melhor. E, retornar ao zero, não cabe mais para mim, agora me sinto "nu". Eu gostaria de tentar. Mas isso vai fazer parte do meu aprendizado.

Temo que será melhor também. Sei que eu não terei oportunidade de dizer isso a você... isso não é um terço do que está em mim...
E eu preciso deixar isso se perder.



por agora,

"Não me ofereça o seu abraço, se nele eu não puder amanhecer...
Sim, tenho certeza que não o ofereceu... mas eu gostaria de pensar que sim..."
[Pensamentos de ônibus por Mininu_nu]

"Não fique triste quando ninguém notar o que fez de bom. Afinal...
O sol faz um enorme espetaculo ao nascer e mesmo assim, a maioria de nós continua dormindo"
[Charles Chaplin.]

"Comprei um presente para você, mas não poderei entregá-lo, hoje eu vi uma foto sua abraçada com outro... deixei-o cair... "



Maybe the Last post in my life... about you.

quinta-feira, agosto 06, 2009

Sobre os resultados... de ter alguém por perto...

Total de visitas até agora 61...
Quantas dessas eu mesmo fiz ?


A história do Gatinho...

Abrirei este Post, contando a história do gatinho. Segue:


# " Você é um gatinho e as vezes se cansa de o ser, Mas cercado sempre de gatinhos você não se incomodará... mas se você é um gatinho e está entre leões, dificuldades há, mas não se preocupe, tornar-se-a um leão também... " #
[Contos de uma sala de aula - A.S.]

Farei referência também a algumas pessoas.
[Dina, chata, porém, coerente]
[Keka, mmm... melhor não comentar, rs]
[Bruno Zanata - "the guy, gay, man, men..." algum dos citados]

Dizia aquela, que a maneira como somos vistos não importa "muito". Mas como nos vemos, isso sim importa. Há dúvidas em relação a tudo e todos tempos, para isso basta ter fé do que somos e seguir em frente. Opinião alheia não deve importar...

-- Chata, é sim verdade que não importa muito, mas vivemos em sociedade e toda esta interação que iremos ter uns com os outros importa, o fazer minha parte e como eu faço e sou visto faz sentido se eu for bem e seja bom... Aguarde, minhas revoluções irão se mostrar no tempo certo.


Já a essa, dá as porradas, que curiosamente eu pedi. Observe que não são porradas físicas, são frases que se adequão a situação. Continue moça, você irá encontrar o seu "kekanet" morar só e viver feliz, poderá encher a geladeira com sorvete de flocos, toda ela.
Disse "Que besteira" ... fez cara induzindo que eu seja idiota... mas elogiou, falou que eu estou tentando e tem muita gente parada... [Foi um elogio não?].
E por final, disse:
" Você não parece ser alguém que não sabe as verdades da vida, parece que você sabe, mas as vezes não tem forças ou disciplina... "

-- Menina de vestido abstrato, sim, sim, suas palavras então mostram a luz que recusava-me a ver... Para um passo, basta levantar o pé, balançar um pouco a perna, preparar a aterrissagem novamente, equilibrar o corpo, arrastar a outra perna com o outro pé levemente erguido e pronto, o mais um passo está dado. Sendo um de cada vez, todos esse processo não trará dificuldades. Então sei o que é precisa, porei em prática.

Obs.:
Só ficou uma dúvida, pensar sobre as coisas boas da vida, principalmente nas que são de graça... Lamborghini, Festa, Comida, Bichos peludos[Pelúcia, não é uma referência gay] de vitrine de shopping... isso é mais difícil do que parece...



E este dizia, quase matei um motoqueiro hoje, fui estacionar, ele veio do nada e tirei o carro, ele caiu ... Isso é de vital importância para amigos...lembra dessa história ? Isso motivou a pessoa a ter responsabilidade e buscar as necessidades da vida, trabalho e estudo...
"É notório que sempre disse que a maré ruim irá passar..." caro bruno não gostaria de estar tomando então tantos "caldos".
Um dia eu disse a ele e fui retribuído:
" quer ficar mal velho, fica. Só não te esquece que um dia tu disse para eu trabalhar e estudar, eu trabalho durante a manhã e tarde saio de lá e vou para a academia, dia cheio sempre depois tem aula a noite e agora eu trabalho aos finais de semana para tirar um extra, se tu acha que eu não fiz isso por falta de vontade, então pode achar... eu vou passar em algum concurso morar bem arrumar empregos bons e é sério " ... esse é o caminho para ser alguém...

-- =)

Legenda [Eu quero meu nome em alguma coisa]


É importante sim, deixarmos algo para que possam lembrar de nós.
Não sei quanto a você, mas eu quero meu nome em algo grande. [E não será uma pixação no muro]


Por algumas vezes eu tentei fazer fama, adquiri um nome e fui em frente com ele, tentando ser o melhor naquilo que fazia, citando alguns:

- MuOnline - FORSAKENme
- TotalShare - Error404
Do Mu e do TotalShare, este eu fui banido, mesmo tendo adquirido um certo nome e ter atuado de forma enérgica para melhorar o andamento da comunidade. Ultimamente eu tenho sido bastante comunicativo e acredito que essa fase ou essa qualidade tenha iniciado lá. É uma pena, não deu certo, mas não o digo que tenha sido ruim, adquiri uns dois ou três amigos que acompanham-me até hoje... e em todo caso, já possuo uma nova família. Quanto a aquele, sim é um jogo online, eu acabei criando mais inimigos que amigos, com os amigos, por vezes nos distânciavamos no percurso da busca por poder, foi interessante e eu aprendi bastante com as pessoas que encontrei ali, uma delas inclusive acabo de me despedir, está no post abaixo. Já os inimigos era o que mais me motivava... provar que eu era bom fazia bem para o ego, mesmo sendo apenas um jogo. Criei meu nome, e por vezes, a já citada confiança me fez perder muito... Sabe... acho que é melhor ser individual nesses casos, confiar nos torna fracos...

Mas o que eu quero dizer, é que eu estou motivado a descobrir algo em mim importante e que seja real. Que isso me traga reconhecimento e que eu possa deixar algo para o futuro... [ensinar alguém, escrever uma história ou livro, mudar uma pequena parte do mundo, sejá lá para quem, que quero fazer a diferença]

Faça a diferença você também...

BlackMoon Rising

Enquanto a diferença não sai, vou produzir a legenda de um filme de 1986 Chamado BlackMoon Rising. Sim, eu mesmo irei traduzir todas as falas. Penso em pedir ajuda quanto a sincronia e revisão, mas no geral é um trabalho meu. O importante é começar a ocupar o meu tempo de forma produtiva.

quarta-feira, agosto 05, 2009

Desabafo à despedida

Olá, estou postando a despedida à Ana...
Ela sempre falou muito sobre confiança e trair a confiança de alguém é algo terrivel. O esforço para aqueles que uma vez trairam é enorme e não é garantida as chances de recuperá-la. Sei que não retornará a confiança em apenas 1 ação, mas em todo o conjunto que irá tentar restabelecer o abalo anterior.

Entreguei sim, o esforço de 4 anos em suas mãos, sabia dos riscos. Bem no fundo sabia também o resultado. Fizerá pressão com o argumento: " a falta de confiança em mim, faz-me duvidar de você como alguém que eu quero ao meu lado..."
Foi-me esvaido 4 anos... e você achou que este era o motivo de tanta desconfiança. Errou, eu já havia me preparado para aquela perda e por pior que fosse a minha necessidade não foi isso que nos afastou.
Eu esperei por um retorno simples, como um telefonema, um sorriso, uma confição e uma visita... Sinto muito, não me ofereceu nada disso... agora já não tenho interesse em dar valor a você, você não o merece...
Desculpe-me pela falta de interesse. Adeus.

domingo, agosto 02, 2009

Post Duplo... # Por sempre ter sido otário eu não tolero "esperteza" ## Cantem comigo...



Por sempre ter sido otário eu não tolero "esperteza"


Nos últimos dias venho observado tudo ao redor, com olhos mais atentos, e tudo que tenho visto não tem feito bem para mim. É como finalmente enxergar toda a maldade do mundo que até então pensava não ser direcionada. As pessoas são más e não se interessam por você. As pessoas jogam, sim...

"A vida é um jogo e eu devo estar jogando no Hard..."


Tudo gira em torno do interesse, dinheiro, status, PODER.

Veja por exemplo:
O interesse leva o homem a fazer o que, diversamente, não faria. Uma única força move o mundo: o interesse. Quando o dinheiro vai à frente, todos os caminhos se abrem. Sem dinheiro, é inútil ser um rapaz simpático. Quando se trata de dinheiro, todo mundo é da mesma religião. Eu não podia me dar ao luxo de ser gentil. Primeiro tinha de ficar rico.



São frases de pessoas famosas durante toda a história mundial. Será que você é melhor do que eles, achando que todos que te cercam são bons e honestos com você?
As pessoas são dissimuladas e é natural a maneira de agir com tal forma que elas mesmas se convencem que são boas.

Isso tudo para saber que, as pessoas que colocam atestado médico no meu trabalho são mandadas embora... mas ninguém sabe ao certo por que. Muitas delas estão falsificando, comprando-o e tudo mais indevido. Outras realmente adoecem.
Adoecem por tentar viver neste mundo achando que as coisas são boas e só vemos degraça ao redor. Esperteza de outros que tentam se julgar melhor do que outros mais.
# Por favor, sem se jogar da escada para "encostar" pelo INSS, sem conferência com ramal do supervisor, sem atestados inúteis, sem dar em cima do médico ou de algum superior, sem fazer login em máquinas que não vai utilizar e sem tantas coisas espertas. Que só fazem ofender a quem te cerca. Leve então essa sua imagem de malandro para longe de mim, pois com esses princípios você não serve...

Agora, portanto, irei de acordo com o que eu vejo e de acordo com o que merecem, terá de mim sempre um inimigo. Eu apenas estarei em busca de poder.

#####################################################


Cantem comigo... [YouTube]


1º ##

Disponibilizarei então 2 clipes, FooFighters e Miley Cyrus.
É notório que, esses são clipes que poderiam dar continuidade ao post anterior.
Tendo em vista que as letras de suas músicas retratam as dificuldades da vida.
Por essas razões às coloco aqui em meu blog.
Posto isso, deixo os clipes já com legendas, afim de não tornar logo o post, já que este será duplo.

"Este da Miley Cyrus, me mostra que devemos continuar apesar de todas as dificuldades que encontraremos pelo caminho..."



Observe este Post





Observe o Post #02

Já este do FooFighters, bom, ele retrata bem de maneira simples e com emoção o que eu penso e sinto sobre a tal garota do Post #02. Que propositalmente eu escrevi pouco, para que vocês não a entendam e possam partilhar minha dor. [Fico com cara de bobo toda vez que penso nela]