sábado, abril 17, 2010

O ultimo post ali, foi pessoal demais... E fugi dos meus pequenos assuntos "Bloguianos", que é disfarçar minha tormenta em "poesia". Não é importante isso que ficou para trás. Tampouco recordar as besteiras comuns, que acabava de julgar interessante para todos nós.

"Há males que vem para bem."
É o que queria comentar, começa assim...



... apegou-se a ela, de maneira tal, que o ar teria menos importância do que o estar, alí próximo a ela. Daquele sorriso de poucas vezes, fazia recordar felicidade imensa, sozinho.
Das tentativas, mil frustradas, e sucesso algum obteve em outras mais. Estava preso num romance impossível e perspicaz, que alimentava por dentro.

Em determinado momento, foi obrigado a deixar, ir, afastar, seguir em direção oposta, liberar, libertar, deixar viver... Era o que ela fazia, e que o tal apaixonado insistia em não ver. Mas viu, viu e sentiu coisas que fizeram parar o músculo principal em seu peito.

Pateta, aguardava a esperança, e que a cada dia confirma não chegar... E da janela que sobe, veio a notícia, que ratifíca... há males que vem para bem, por mais que queira a prisão dela, terá que se libertar...

De uma oportunidade de leitura qualquer, ela saberá... que desejei uma boa viagem a NY.

[Ultimas lágrimas, por Mininu Nu]

4 comentários:

SABRINA SATIL disse...

esta apaixonado? ou estava? rs
pelo que descreveu ainda esta. Deixar a pessoa que ama ir embora realmente nao deve ser facil, mais 'e a escolha mais racional na maioria das vezes. Espero que supere, bjs

Fabiana Folly disse...

Alguém foi embora moço? Dói, mas passa... Um dia você lembra como uma aprendizado da vida.
Beijos

Jessica Charlanie disse...

adorei a criatividade de seu post parabens pelo lindo blog beijao

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

Ahh o amor platonico. De quem nao se contenta apenas com coisas do plano fisico. O orgasmo esta em contemplar tudo aquilo. Coisa tao... sem graca...

*desculpa pela acentuacao indadequada... meu teclado esta uma bosta...