sábado, setembro 04, 2010

Um pouco ausente... e então reflexão

Quase um pequeno desabafo.

Foi andando por aí que descobri que eu não sou nada social. Eu presto atenção no que as pessoas dizem e até algum receio do que vão pensar de mim.


Pelos arredores, encontrei bastante gente: ou bonita ou interessante ou perdida ou tagarela...
De uma forma bem geral, parece que prestar atenção nas pessoas é falta de educação. Não que eu vá parar e olhar fixamente para a mulher parada no ponto. Mas para as pessoas que vão para o mesmo lugar que você algumas vezes, que praticam o mesmo esporte, que frequentam o mesmo lugar E ATÈ ENTÃO, não nos falavamos.

Nunca fui muito esperto, mas quando vovó disse para mim e eu era lá molequinho:
- Olha pra mim e eu estou falando, você tem que prestar atenção.
Eu entendi que quando as pessoas falam devemos olhar para elas, é uma forma de compreenderem que eu estou ouvindo e o que ela diz é importante. [mesmo que não seja] Não estou te cantando! O que tem os meus olhos?


Ah, isso é prepotência feminina? Será que todas as mulheres são confusas? Talvez auto-confiantes demais? Inseguras demais? Um pouco de tudo? Nada disso? ...
Cansei de entendê-las e fui viver... Comecei a me cansar disso tudo e resolvi me cansar com outra coisa bem mais interessante, como no post passado e um refresco desse:


O que acharam de mim com roupa de ciclista?


[Sem preocupação de entender, por Mininu Nu]

6 comentários:

Jéssica Brunelly disse...

Sabe de uma coisa, não só as mulheres mais o ser humanos em geral são assim:
Quando você acredita estar entendido do assunto, descobre que é leigo, leigo. Por que o coisa difícil de se entender são as pessoas e seus sentimentos.

Saudades de passar aqui"

beeeeijo

Ps. Não no pé!

nell disse...

É difícil saber como se comportar em determinadas situações, principalmente as que envolvem as pessoas e suas infindáveis possibilidades de reações.

O olhar nos olhos pra mim depende muito da pessoa e da situação. Mas sem dúvida é melhor conversar com alguém que demonstre estar atento e que transmita transparência e sinceridade.
Acho que é meio assim ..

Tânia Meneghelli disse...

Pois é, meu filho...

Sua indignação, de certa forma, tem muito a ver com a minha sobre os sites de relacionamento. Encaro tudo da mesma forma: dou atenção e também gosto de receber, claro. Reciprocidade é fundamental, na minha humilde opinião. Empatia, então, mais ainda.

Mas ando ficando mais objetiva, sabe? Percebi que só há um jeito de lidar com isso: é botando a fila pra andar. Nem tô mais!

Quanto à respota para sua pergunta final, repito o que já disse: BONITÃÃÃÃO! kkkkkkkkkk!!!!

Montão de beijocas nos calinhos!

Tânia Meneghelli disse...

Tá vendo só cumé que é? Até teia de aranha já formou por aqui. Depois eu é que sou velha...

VEM AQUI E ATUALIZA ISSO JÁ! LARGA UM POUCO ESSA BIKE!

Beijoca chato!

Carla disse...

Gostei, empatia é tudo e nós não somos tão difíceis de entender, as mulheres, tirando a tpm, rs.
Obrigada por comentar lá no meu blog.
abraços

Karina disse...

Olhar nem sempre significa prestar atenção. E não olhar tampouco signifca desinteresse. Éé... o negócio é complicado! Não reclame das mulheres, pois vocês, homens, são tão complicados quanto! E etão a gente tem que fazer outras coisas pra se distrair e esquecer um pouco também!

Beijos ciclista!